Elétrica

O que é correção de fator potência e para que serve

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 31/05/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe o que é a correção de fator de potência e para que serve na prática?

Neste artigo, vamos explicar o que é correção de fator de potência, para que serve, onde é usada e porque é muito importante.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender mais sobre:

Gostou do que vem por aí? Então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam entender o que é a correção de fator de potência

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é correção de fator de potência

A correção do fator de potência tem como objetivo deixar a rede mais eficiente e evitar multas por parte da concessionária de energia.

E geralmente isso acontece através da instalação de bancos de capacitores.

Mas para que serve essa correção de fator de potência, é o que vamos explicar agora.

Para que serve a correção de fator de potência

A correção de fator de potência é muito importante na indústria, devido a quantidade de carga gerada pelos motores e equipamentos indutivos.

Neste caso, a correção de fator de potência tem por objetivo reduzir o trânsito de energia reativa nas linhas de transmissão, subtransmissão e distribuição das concessionárias de eletricidade.

Mas o que muita gente não sabe é que nem toda a energia recebida da rede elétrica é de fato transformada em trabalho útil.

Isso acontece porque em circuitos com cargas indutivas e ao fluir uma corrente alternada.

Então ocorre uma defasagem entre as ondas de tensão e de corrente.

Na prática, essa defasagem é a razão pela qual a potência reativa irá surgir em um circuito.

E através do fator de potência que conseguimos mediar a na prática, nós conseguimos medir essa quantidade de energia através do fator de potência.

Mas porque é importante fazer a correção do fator de potência, é o que vamos entender agora.

Porque fazer a correção de fator fator de potência

A correção de fator de potência elétrica é uma obrigação da empresa conforme a resolução Normativa Nº 414/2010 da ANEEL.

No Brasil, as concessionárias de energia elétrica, de acordo com a ANEEL, exigem que os valores do fator de potência sejam de no mínimo 0,92 ou 92%.

Mas quanto mais próximos de 1, melhor será para a empresa ou indústria.

Na prática, os valores dos fatores de potência são medidos de hora em hora pelas concessionárias.

E são totalizados ao final de um mês, por isso é importante para a indústria o controle praticamente em tempo real para evitar multas.

Mas o que acontece quando a empresa ou indústria não manter o fator de potência mínimo estabelecido pela ANEEL, é o que vamos descobrir agora.

Custo por baixo fator de potência

É importante destacar que este limite do fator de potência pode variar dependendo do horário.

Neste caso, entre 6 e 24 h o fator de potência deve ser no mínimo 0,92 para a energia e demanda de potência reativa indutiva fornecida.

E entre 24 e 6 horas da manhã, o fator de potência mínimo estabelecido é 0,92 para energia e demanda de potência reativa capacitiva recebida.

Mas se a empresa não manter o controle do fator de potência estipulado pela ANEEL.

Então a empresa estará sujeita a multas pesadas pela concessionária de energia.

As multas são relativas com base na potência reativa (Kilo-Watt-Hora-Reativo).

Mas quando é feita a correção de fator de potência, é o que vamos entender agora.

Quando fazer a correção de fator de potência

A correção de fator de potência é fundamental para corrigir o baixo fator de potência.

Neste caso, listamos abaixo as principais situações que isso mais ocorre, confira abaixo.

  • Transformadores operando a vazio ou subcarregados durante longos períodos de tempo.
  • Motores operando em regime de baixo carregamento.
  • Utilização de grande número de motores de baixa potência.
  • Instalação de lâmpadas de descarga (fluorescentes, de vapor de mercúrio e de vapor de sódio) .
  • Capacitores ligados nas instalações das unidades consumidoras horossazonais no período da madrugada.

Mas o que acontece se não for realizada a correção de fator de potência, confira os riscos abaixo.

Riscos de baixo fator de potência

Além de gerar uma série de multas pesadas para a empresa ou indústria.

O baixo fator de potência também pode gerar um conjunto de consequências, como:

  • Incremento das perdas; 
  • Quedas e flutuações de tensão nos circuitos de distribuição; 
  • Sobrecarga nos equipamentos de manobra; 
  • Condutores aquecidos;
  • Redução do aproveitamento da capacidade dos transformadores;
  • Acréscimo na conta de energia elétrica devido a cobrança de excedentes. 

Mas quais são as principais vantagens após a correção de fator de potência, é o que vamos entender agora.

7 vantagens de fazer a correção de fator de potência

Por isso, fizemos uma lista das 7 principais vantagens esperadas após a correção de fator de potência, confira abaixo:

  • Desaparece o acréscimo cobrado nas contas de energia elétrica.
  • Melhora o aproveitamento da energia elétrica para geração de trabalho útil.
  • Diminuem as variações de tensão (oscilações).
  • Melhora o aproveitamento dos equipamentos com menos consumo.
  • Aumenta a vida útil dos equipamentos.
  • Os condutores tornam-se menos aquecidos, diminuindo as perdas de energia elétrica na instalação.
  • Devido à liberação de carga, a capacidade dos transformadores alcança melhor aproveitamento.

Agora o nosso próximo passo é entender como fazer a correção de fator de potência na prática, é o que vamos explicar agora.

Como fazer a correção de fator de potência na prática

Tecnicamente podemos dizer que o fator de potência é o ângulo de separação entre as curvas de tensão (Volts) e corrente (Amperes) na rede elétrica.

Sendo o fator de potência será unitário quando não houver ângulo entre elas.

Na prática, isso irá servir para anular ou “juntar o máximo possível” as curvas de tensão e corrente.

Sabendo que uma carga capacitiva antecipa a corrente e uma carga indutiva irá antecipar a tensão.

Neste caso, podemos juntar essas duas para tornar nosso fator de potência o melhor possível, ou seja, o mais próximo a 1.

Isso significa que interligando capacitores ou um bancos com vários capacitores para cargas maiores em paralelo com nossas cargas indutivas.

Mas é importante destacar que a capacitância necessária depende do quanto defasada está a corrente.

E isso deve ser calculado por um profissional e especialista.

Mas podemos citar abaixo outras maneiras de se fazer a correção de fator de potência, confira abaixo

5 maneiras de fazer a correção de fator de potência

É importante destacar que existem várias maneiras de se corrigir um baixo fator de potência.

  • O dimensionamento correto de motores e equipamentos.
  • A seleção, utilização e operação correta de motores e equipamentos elétricos em geral.
  • A utilização permanente de reatores de alto fator de potência.
  • A instalação de capacitores ou banco de capacitores onde for necessário (de preferência próximo da carga).
  • A instalação de motores síncronos em paralelo com a carga.

Mas qual dos tipos de correção de fator de potência é o mais usado, é o que vamos explicar agora.

Tipo de correção de fator de potência mais usado

É importante destacar que uma das maneiras mais usadas para corrigir o fator de potência é através da instalação de capacitores.

Por isso, confira o exemplo abaixo de como fazer a correção do fator de potência através de capacitores.

Exemplo prático de como fazer a correção de fator de potência de um motor

Para ensinar como corrigir o fator de potência, nós fizemos um artigo completo usando o exemplo abaixo.

Neste exemplo, nós consideramos um um motor elétrico de 10 CV de potência mecânica.

E com fator de potência de 0,75 e que apresenta um rendimento de 90%.

Além disso, neste exemplo o motor é alimentado por uma tensão elétrica a partir da rede de 220 Vef.

Correção de fator de potência de um motor

Neste exemplo, o nosso objetivo será calcular o capacitor ideal que deve ser conectado em paralelo ao motor.

E com o objetivo de corrigir o fator de potência para 0,92, segundo as normas brasileiras.

Se você quiser aprender mais sobre como corrigir o fator de potência.

Então acesse o artigo acima para conferir como será realizado este cálculo passo a passo.

Mas também é importante destacar que já fizemos um artigo completo sobre o fator de potência, confira abaixo.

Corrigir o fator de potência

Neste caso, é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando tudo sobre o fator de potência.

E neste artigo nós também explicamos sobre a relação entre os tipos de potência.

Além disso, também explicamos como calcular e corrigir o fator de potência elétrica.

Então se você tiver interesse em aprofundar neste assunto, então acesse o artigo acima para saber mais.