Elétrica

Qual a diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 12/07/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe qual a diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência?

Neste artigo, você vai descobrir qual a diferença entre o Soft Starter e o Inversor de Frequência na prática.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles saibam a diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

Qual a diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência

Muitas pessoas acabam ficando confusas sobre a utilidade do Soft Starter e Inversor de Frequência.

E na imagem abaixo é possível visualizar o Soft Starter SSW07 do lado esquerdo e o Inversor de Frequência CFW500 do lado direto.

Diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência na prática

Na imagem acima é possível visualizar que ambos os equipamentos são da WEG que é uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos industriais.

Mas então para que servem o Soft Starter e o Inversor de Frequência, é o que vamos entender agora.

Para que servem o Soft Starter e o Inversor de Frequência

Neste caso, é importante destacar que tanto o Soft Starter e o inversor de Frequência podem ser usados para auxiliar o motor elétrico durante a partida  e também durante a frenagem.

Mas apesar de serem um pouco parecidos, eles possuem algumas diferenças que vamos entender agora.

Diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência

Para entender a diferença entre esses dois equipamentos nós fizemos uma breve comparação.

Na imagem abaixo é possível visualizar uma tabela com uma comparação, confira.

Diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência

Analisando a tabela acima, podemos entender que toda a estrutura interna de funcionamento de cada um deles também não são nada parecidos.

Mas então quais são as principais diferenças entre o Soft Starter e o Inversor de Frequência, é o que vamos explicar agora.

Principais diferenças do Soft Starter e Inversor de Frequência

Isso acontece porque o Soft Starter é composto por tiristores ou SCR’s e o Inversor de Frequência é composto por IGBT’s.

Outro detalhe importante é que o Soft Starter tem como objetivo principal substituir os tipos de partidas como por exemplo a partida direta, estrela triângulo ou até a partida compensadora.

Neste caso, o Inversor de Frequência também é usado para controlar a partida, mas também a aceleração, frenagem, velocidade do motor, e monitorar a corrente elétrica.

Observe que com o Inversor de Frequência é possível controlar a velocidade do motor, o que não é possível com o Soft Starter.

Além disso, através de um Soft Starter é possível controlar a partida de mais de um motor.

Mas diferente do Soft Starter, com o Inversor de Frequência isso será limitado ao controle de partida de apenas um motor.

Mas então nós devemos escolher o Soft Starter ou o Inversor de Frequência, é o que vamos responder agora.

Qual escolher o Soft Starter ou Inversor de Frequência

Neste caso, podemos dizer que para aplicações mais simples de acionamento, então o Soft Starter será uma boa escolha.

Mas se houver outras necessidades além do acionamento, então neste caso, deve se considerar o uso de um Inversor de Frequência.

Na prática, o Inversor de Frequência pode substituir sempre um Soft starter.

Mas um Soft Starter não pode substituir um Inversor de Frequência.

E antes de finalizar este artigo que explica qual a diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência, leia a nossa recomendação abaixo.

Mais informações sobre Soft Starter e Inversor de Frequência

No artigo acima, nós explicamos a diferença entre o Soft Starter e Inversor de Frequência na prática.

Neste caso, é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando sobre os Soft Starters.

E também explicamos como funciona na prática o Soft Starter SSW07 da WEG.

Além disso, nós também já fizemos um artigo completo explicando sobre o Inversor de Frequência.

Por isso, se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.