Elétrica

Como funciona a ligação PT 100 3 fios

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 06/09/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe como funciona a ligação PT 100 3 fios ao transmissor?

Neste artigo, você vai descobrir funciona a ligação do sensor PT100 de dois fios, três fios e até quatro fios ao transmissor

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam entender a ligação PT100 3 fios.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

Como funciona a ligação do PT100 ao transmissor

Antes de explicar os tipos de ligação, é importante lembrar que o PT100 é um sensor de temperatura muito utilizado na indústria.

Neste caso, podemos citar o exemplo do PT100, PT1000 e NTC como elementos de medição mais usados na família das termorresistências. 

Na prática, as termorresistências mudam sua resistência elétrica em função da temperatura.

Além disso, também precisamos entender que o cabo utilizado possui um valor de resistência que pode alterar o valor do elemento do sensor.

E quando o assunto é termoresistência, a mudança de temperatura e a mudança de resistência serão proporcionais a isso.

Exemplo de sensor PT100

Na imagem abaixo temos o exemplo de um sensor de temperatura PT100 da fabricante Salcas.

Como funciona a ligação PT 100 3 fios na prática

Na imagem acima é possível visualizar o cabeçote e a tampa do PT100, a rosca BSP, a bainha ou poço termométricos, a termoresistência e os terminais de saída (dentro do cabeçote).

3 formas de ligação com sensor PT100

Neste exemplo acima, temos um sensor de temperatura com ligação de três fios, classe B, bainha em Aço Inox AISI 304 com diâmetro de 6mm e cabeçote em alumínio para fundição.

Além disso, o modelo acima foi fabricado com conexão elétrica e transmissor de temperatura acoplado ao cabeçote na faixa de medição de 0 a 50ºC.

Neste caso, com saída de 4 a 20 mA e conexão ao instrumento através de rosca fixa de 1/2″BSP.

Outro detalhe importante é que ele vem com poço usinado em Aço Inox AISI 304, rosca de conexão ao processo 1/2″BSP e comprimento de inserção da haste de 150 mm.

Mas é importante destacar que existem três formas de fazer a ligação do sensor PT100 ao transmissor.

Neste caso, podemos fazer a ligação do sensor PT100 com dois frios, três fios ou quatro fios, confira abaixo.

Como funciona a ligação do PT 100 2 fios 

Quando falamos da termoresistência ou PT100 com ligação a 2 fios, estamos falando de um sensor sem compensação.

Na imagem abaixo é possível visualizar o esquema de um sensor PT100 com ligação a 2 fios.

Ligação do PT100 com 2 fios

Mas é importante destacar que esse tipo de sensor de dois fios não é preciso, confira abaixo.

Sobre o PT 100 com dois fios

Neste caso,  ele não oferece uma boa precisão e pode ser útil em aplicações onde é necessário um valor aproximado.

Ou seja, com uma ligação a 2 fios, a resistência de linha é adicionada como um erro na medição.

Por isso, confira essas observações abaixo sobre a resistência do PT100 e os sensores de temperatura.

Observações importantes sobre o PT100 com dois fios

Observe que em um exemplo onde é utilizado um cabo de cobre que possui uma seção 0,22 mm², encontramos uma resistência do PT100 de 0.162 Ω/m em 0.42 °C/m.

E caso seja utilizado um sensor PT1000, então a resistência seria de apenas 0.04 °C/m, com uma influência dez vezes menor em relação ao PT100.

Além disso, a resistência se torna ainda menos significante em relação à resistência básica R25 de um elemento de medição NTC, considerando R25 = 10k.

E isso acontece devido à curva característica do NTC, onde a influência em altas temperaturas aumenta desproporcionalmente.

Mas como funciona a ligação do PT100 com três fios, é o que vamos descobrir agora.

Como funciona a ligação PT 100 3 fios 

Quando falamos da termoresistência ou PT100 com ligação a três fios, estamos falando de um sensor com compensação.

Na imagem abaixo é possível verificar como será o sensor de temperatura PT100 com ligação a 3 fios.

Ligação do PT100 com 3 fios

Mas é importante destacar as seguintes observações abaixo, confira.

Sobre o PT100 com três fios

É importante destacar que na maioria das vezes, a ligação do sensor utilizada é a termoresistência a três fios.

Neste caso, a influência da resistência de linha aqui é compensada na medida do possível com a ligação a três fios.

Para fazer essa ligação é importante que a resistência de todos os condutores sejam iguais.

E o comprimento máximo dos condutores neste tipo de ligação depende da seção dos condutores.

Além disso, também depende das opções de compensação do instrumento eletrônico que recebe este sinal.

Como por exemplo: transmissor, indicador, controlador ou sistema de controle de processo.

Mas como funciona a ligação do PT100 com quatro fios, é o que vamos descobrir agora.

Como funciona a ligação do PT100 com 4 fios 

Neste caso, a ligação do sensor de temperatura a quatro fios é importante para eliminar qualquer tipo de influência que possa vir dos condutores no resultado da medição.

Na imagem abaixo o esquema de um sensor PT100 com ligação em quatro fios, confira.

Ligação do PT100 com 4 fios

Mas é importante destacar as seguintes observações abaixo, confira.

Sobre o PT100 com quatro fios

Esse tipo de sensor com quatro fios é muito importante porque todas as possíveis assimetrias nas resistências dos condutores serão compensadas.

Na prática, esse sensor com quatro fios eliminará a maior parte das quedas de tensão reduzindo as chances de erro.

Mas antes de finalizar esse artigo que explica como funciona a ligação do PT100, confira as nossas recomendações abaixo.

Mais informações sobre a ligação do PT100

No artigo acima, nós explicamos como funciona a ligação do sensor PT100 com dois fios, três e até quatro fios.

Mas é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando o que é o sensor PT100, para que ele serve, quais os tipos e como ele funciona na prática.

Por isso, se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.