Elétrica

O que são motoredutores e pra que eles servem

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 21/02/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe o que são motoredutores?

Neste artigo, você vai descobrir o que são motoredutores, para que eles servem, quais são os tipos mais comuns e porque eles são usados.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que são motoredutores

Os motoredutores são dispositivos mecânicos que realizam movimento rotativo, fornecendo torque elevado, e ainda reduzindo a velocidade (rpm) de acionadores. 

Esse tipo de dispositivo ou equipamento mecânico é ideal para compactar e simplificar máquinas que exigem torque elevado para mover o eixo.

Mas observando mais atentamente, você irá perceber que o motoredutor é um equipamento mecânico formado por uma engrenagem redutora e um motor elétrico integrado.

Pra que serve os motoredutores

Os motoredutores e os redutores de velocidade são muito importantes para diversas aplicações que são essenciais na indústria.

Isso acontece porque eles fazem o controle da rotação de um determinado acionador ou máquina acionada.

Ou seja, eles servem para reduzir a velocidade rotacional de um motor ou outro acionador.

E ainda gerando movimento de rotação com torque elevado, fazendo o ajuste necessário conforme a aplicação a ser usada.

Na prática, os motoredutores são redutores que funcionam acoplados a um motor e sua aplicação também é feita em diferentes equipamentos industriais que citaremos mais a frente.

É importante destacar que o motoredutor é ideal para máquinas compactas e para ser usado com motores de baixa potência, o que atende ainda a muitos outros projetos.

Esse dispositivo mecânico é robusto, com fácil montagem e manutenção e tem contribuído, ao longo dos anos, para que diversos processos sejam otimizados.

Onde são usados os motoredutores

Os motoredutores são muito usados em aplicações residenciais, comerciais e industriais.

Mas sua principal aplicação se destaca muito como um equipamento muito usado na indústria.

Em aplicações residenciais e comerciais que usam os motoredutores, podemos citar exemplos como churrasqueiras elétricas e batedeiras de confeitaria.

Na imagem abaixo é possível visualizar um modelo de motoredutor, confira.

O que são motoredutores e pra que eles servem

Outros exemplos que podemos citar também são os temporizadores de lavadoras de roupas e os portões automáticos.

Além disso, podemos citar mais exemplos como em escadas rolantes, elevadores e transportadores em aeroportos.

E para aplicações na indústria temos o exemplo de bombas, roscas alimentadoras, esteiras e transportadoras.

Também podemos citar o uso em guindastes, fixadores e sistemas de elevação e até máquinas de produção alimentícia.

Por último, podemos ter também algumas aplicações em bobinadores, dosadores e projetos para velocidade constante e variáveis e outros.

Mas então porque os motoredutores são tão importantes para a industria, a resposta está logo em seguida, confira.

Porque os motoredutores são importantes

A utilização desse tipo de equipamento mecânico permite que o processo industrial seja intensificado, melhorado e otimizado.

Isso significa uma melhoria nos resultados operacionais na indústria, o que permite uma redução de custos e aumento significativo da produtividade.

No geral, ao utilizar o redutor ou motorredutor de velocidade nas máquinas industriais, também será possível elevar o desempenho de rotação e diminuir o nível de ruído e de vibração da sua aplicação.

É importante lembrar que talvez você não tenha percebido, mas existem diferenças entre o redutor e o motoredutor, confira abaixo.

Qual a diferença entre redutor e motoredutores

Muitas pessoas acabam se confundindo ou nem se quer percebendo a diferença entre redutor e motoredutor.

Por isso, antes de explicar sobre os tipos de motoredutores disponíveis no mercado, vamos entender agora o que é um redutor e qual a diferença para o motoredutor, confira.

O que é o redutor e motoredutores

É importante destacar que o redutor é uma peça que serve para reduzir a rotação de um acionador.

E neste caso, precisamos entender que os redutores de velocidade são utilizados quando há a necessidade de adequar a rotação do acionador para uma nova rotação que é requerida no dispositivo a ser acionado.

Onde são usados os redutores

Os redutores são muito utilizados em operações industriais pois possuem alto desempenho de rotação, melhoram os resultados produtivos de um processo e possuem inúmeras aplicações possíveis, 

Os redutores podem ser encontrados em diversos tipos de equipamentos que possuem torque, rotação e velocidade.

Neste caso, podemos citar exemplos como é caso de agitadores, extrusores.

Além disso, podemos citar também em guinchos, transportadores e até em pontes rolantes e outros.

No geral, é possível encontrar esse tipo de equipamento presente em vários segmentos diferentes, como é o caso em siderúrgicas e mineração.

Além disso, também pode ser encontrado em empresas ou indústrias da área petroquímica, alimentícia, e outros.

Como escolher o redutor ou motoredutores

E assim como qualquer outro equipamento, ele possui diversas características, formatos, tamanhos e até preços diferentes.

Por isso deve ser analisado todas as especificações do modelo a ser adquirido, como será o processo de instalação e objetivos que almejam a serem alcançados com esse equipamento na indústria.

Lembre-se que na prática, tanto o redutor quanto o motoredutor trabalham para diminuir a velocidade de um acionador, principalmente motores.

E resumindo, os motoredutores se tratam de um redutor fixado a um motor elétrico. 

Confira abaixo uma rápida análise sobre o redutor e os motoredutores, confira.

Analisando o redutor e os motoredutores

Na imagem abaixo é possível visualizar um modelo de redutor a esquerda e um modelo de um motoredutor a direita, confira.

Mas então qual seria a principal diferença entre um redutor e um motoredutor, já que eles parecem iguais.

Analisando mais atentamente, podemos perceber que a principal diferença entre eles é a maneira com que a redução é feita.

Isso acontece porque os redutores permitem vários tipos de redução.

E isso é possível devido a sua composição com eixo chaveado na entrada, permitindo grande faixa de diminuição de velocidade por vias mecânicas.

Mas os os motoredutores como podemos perceber na imagem acima, já traz o redutor já aplicado diretamente no motor.

Neste caso, isso ajuda e impossibilita possíveis variações amplas da velocidade.

Mas também é importante destacar que a transmissão de giro de um motoredutor é direta.

Resumindo,  isso significa que possíveis sobrecargas poderão afetar tanto o redutor quanto o motor.

Mas então, quando devemos usar o redutor e quando devemos usar os motoredutores, é o que vamos explicar agora.

Quando usar o redutor ou motoredutores

Como explicamos acima, existem diversos tipos de aplicações para os motoredutores, desde equipamentos residenciais, comerciais e principalmente na industria.

Por isso, neste caso, podemos dizer que os redutores conseguem atender bem as necessidades das pequenas, médio e até grande porte.

Mas no caso dos motoredutores, ele é mais indicado para projetos que pedem motor elétrico e são mais requeridos por empresas de grande porte e indústrias.

Então depois de responder a essa dúvida que é muito importante, precisamos entender que existem vários tipos de motoredutores, é o que vamos conhecer agora, confira.

Tipos de motoredutores

Existem vários de redutores ou motoredutores encontrados no mercado.

E neste caso, os tipos mais comuns de redutores e motoredutores funcionam por engrenagens.

Além disso, elas podem ser cilíndricas ou cônicas, embora também possam ser utilizados outros sistemas, como rosca sem fim e coroa.

Com Coroa e rosca sem-fim

Há vários modelos e tipos de motoredutores disponíveis no mercado.

Mas é importante destacar que os motoredutores de coroa e rosca sem-fim são muito utilizados.

Isso acontece porque esse tipo de motoredutor se destaca devido a sua economia e também a sua fácil manutenção.

Na imagem abaixo é possível visualizar um modelo de motoredutor de coroa e rosca sem fim.

Na prática, esse sistema é formado por uma rosca de um parafuso de transmissão de potência com uma grande engrenagem com dentes.

Quando a rosca de um parafuso sem-fim é rotacionado, a coroa gira, e neste caso, os seus dentes são empurrados pelo movimento do parafuso.

Em ambas composições as engrenagens podem possuir na sua melhor formação dentes helicoidais.

E isso acontece para que não haja muita vibração com o conjunto em funcionamento.

Mas não podemos deixar de destacar que esse tipo de motoredutor pode ter um valor de aquisição muito elevado.

Uma outra opção mais em conta, pode ser a escolha do motoredutor com engrenagem de dente reto.

Os dentes das engrenagens dos redutores e motoredutores variam entre retos ou helicoidais, confira abaixo.

Com engrenagens helicoidais

As engrenagens dos motoredutores possuem dentes helicoidais, pois permitem uma transmissão de potência mais homogênea.

Neste caso, a utilização de dentes helicoidais é mais eficiente, mas possui um custo mais elevado.

As engrenagens com dente reto se mostram como uma solução mais econômica, devido à simplicidade de sua fabricação.

Porém, os dentes helicoidais são mais utilizados para a redução de ruídos e vibrações, além de transmitir a potência do sistema de modo mais eficiente.

Mas também temos outros tipos de redutores e motoredutores, como é o caso dos epicicloidais, confira abaixo.

Epicicloidais

Esse tipo de motoredutor é utilizado quando há necessidade de reduzir altas velocidades.

Neste caso, o redutor epicicloidal, possui em sua composição de engrenagens vários tipos, podendo conter dentes retos, helicoidais, internos, etc.

No geral, a aplicação desses dispositivos é feita em sistemas mais compactos e para aqueles que precisam de altas taxas de redução.

Mas antes de finalizar este artigo sobre redutores e motoredutores, confira abaixo alguns modelos disponíveis no mercado.

Neste caso, para faciliar a explicação, usaremos como exemplo a linha de redutores e motoredutores da WEG, confira abaixo.

Sobre a WEG

Se você ainda não conhece a WEG, então é importante destacar que ela é uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos do mundo.

Ela é uma empresa multinacional brasileira com sede na cidade de Jaraguá do Sul, no estado de Santa Catarina.

Além disso, possui uma linha completa nas áreas de comando e proteção, variação de velocidade, automação de processos industriais, geração e distribuição de energia, tintas e vernizes industriais e vários outros outros produtos.

Mas também possui uma linha completa de redutores e motoredutores, que vamos conhecer agora, confira abaixo.

Tipos da motoredutores da WEG

A WEG possui um catálogo extenso de motorredutores, conheça um pouco sobre as características dos principais modelos de uma das marcas referências neste segmento.

Acesse o catálogo de redutores e motoredutores da WEG para saber mais.

A linha WCG20 é a primeira série de motoredutores inteiramente desenvolvida com tecnologia WEG e WEGCESTARI, confira abaixo.

Conimax WCG20

Neste caso, ela compreende motoredutores de engrenagens helicoidais com opção de eixos concêntricos, paralelos e ortogonais, com torques entre 50 e 18000 Nm.

Os modelos de dois estágios se destacam com sua ampla faixa de redução, assim como eficiência excepcional graças ao design sofisticado. 

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor Conimax WCG20, veja.

Motoredutores da linha Conimax WCG20 da WEG.

Esse tipo de motoredutor é ideal para todas as aplicações cuja montagem necessite de uma maior economia de espaço.

Além disso, possuem alto nível de rendimento e estrutura otimizada das engrenagens cônicas helicoidais.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Ortogonais
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Alumínio (até 600 Nm) e Ferro Fundido (a partir de 800 Nm)
  • Torque nominal: 110 a 18000 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 55 kW
  • Relação de transmissão: 3,82 a 2205,52
  • Fixação: Carcaça, Flange de Saída e Braço de Torção
  • Eixo de Saída: Maciço, Vazado Chavetado e Vazado com Disco de Contração e Vazado Chavetado com W-LOCK

Vamos conhecer agora a outra linha de motoredutes Coaxil WCG da WEG, confira.

Coaxial WCG20

Os motoredutores Coaxial WCG20 possuem a relação ideal entre potência e espaço para a montagem, oferecem ótima relação custo-benefício e consequentemente maior produtividade.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor Coaxial WCG20, veja.

Motoredutores da linha Coaxial WCG20 da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Concêntricos
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Alumínio (até 600 Nm) e Ferro Fundido (a partir de 800 Nm)
  • Torque nominal: 50 a 18000 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 55 kW
  • Relação de transmissão: 2,44 a 3208,02
  • Fixação: Pés, Flange e Pés+Flange
  • Eixo de Saída: Maciço

Agora vamos conhecer os motoredutores Vertimax WCG20, confira abaixo.

Vertimax WCG20

Os motoredutores da linha Vertimax WCG20 da WEG são particularmente adequados para aplicações em transportadores.

Eles oferecem grande flexibilidade graças às opções de eixo de saída maciço e vazado.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor Vertimax WCG20, veja.

Motoredutores da linha Vertimax WCG20 da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Paralelos
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Alumínio (até 600 Nm) e Ferro Fundido (a partir de 800 Nm)
  • Torque nominal: 110 a 18000 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 55 kW
  • Relação de transmissão: 3,85 a 3836,13
  • Fixação: Carcaça, Flange de Saída e Braço de Torção
  • Eixo de Saída: Maciço, Vazado Chavetado e Vazado com Disco de Contração e Vazado Chavetado com W-LOCK

Confira agora os motoredutores da linha MagmaX da WEG.

MagmaX

Os motoredutores da linha MAGMAX da WEG são de estilo compacto e de construção sólida.

Eles são compostos de um par de engrenagens cilíndricas e um par de coroa e rosca sem fim.

Além disso, eles são disponíveis com uma grande diversidade relações de transmissão em uma única caixa de redução.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha MagmaX, veja.

Motoredutores da linha MagmaX WCG20 da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Ortogonais
  • Engrenagens: Helicoidais + Sem-fim
  • Carcaça: Ferro Fundido
  • Faixa de potência: 0,12 a 18,5 kW
  • Relação de transmissão: 7,44 a 23.299
  • Fixação: Carcaça, Flange de Saída e Braço de Torção
  • Eixo de Saída: Maciço, Vazado Chavetado e Vazado com Disco de Contração

Veja agora os motoredutores da linha GC da WEG, confira abaixo.

GC

Os motoredutores da linha GC são fornecidos com torques nominais de 124,4 a 13000 Nm.

Além disso, eles possuem uma ampla faixa de transmissão, possibilitada pelo acoplamento de um redutor auxiliar, com alto rendimento.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha GC, veja.

Motoredutores da linha GC da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Coaxial
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Ferro Fundido
  • Torque nominal: 124,4 a 13000 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 110 kW
  • Relação de transmissão: 4,90 a 10052,82
  • Fixação: Pés, Flange e Pés + Flange
  • Eixo de Saída: Maciço

Veja agora os motoredutores da linha GD da WEG, confira abaixo.

GD

Os motorredutores da linha GD são fornecidos com torques nominais de 160 a 13000 Nm.

Neste caso, esta linha possui uma ampla possibilidade de fixações de opções de eixo de saída.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha GD, veja.

Motoredutores da linha GD da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Paralelo
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Ferro Fundido
  • Torque nominal: 160 a 13000 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 110 kW
  • Relação de transmissão: 9,46 a 445
  • Fixação: Pés, Base, Flange, Pés + Flange e Pendular
  • Eixo de Saída: Maciço e Vazado

Veja agora os motoredutores da linha GK da WEG, confira abaixo.

GK

Os motoredutores da linha GK são fornecidos com torques nominais de 140 a 13800 Nm.

Eles possuem uma ampla faixa de transmissão, possibilitada pelo acoplamento de um redutor auxiliar, com alto rendimento.

Além disso, esta linha possui uma ampla possibilidade de fixações e opções de eixo de saída.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha GK, veja.

Motoredutores da linha GK da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Ortogonal
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Ferro Fundido
  • Torque nominal: 140 a 13800 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 110 kW
  • Relação de transmissão: 5,87 a 10899,50
  • Fixação: Flange, Base e Braço de Torção
  • Eixo de Saída: Maciço e Vazado

Veja agora os motoredutores da linha GO da WEG, confira abaixo.

GO

Os motoredutores da linha GO são fornecidos com torques nominais de 49,3 a 1820 Nm.

Em reduções elevadas, possuem uma característica semi-travante, reduzindo a possibilidade de reversão do sentido de giro quando o motor é desligado.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha GO, veja.

Motoredutores da linha GO da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Ortogonal
  • Engrenagens: Helicoidais + Sem Fim
  • Carcaça: Ferro Fundido
  • Torque nominal: 49,3 a 1820 Nm
  • Faixa de potência: 0,12 a 9,20 kW
  • Relação de transmissão: 9,16 a 445
  • Fixação: Pés, Flange, Pés + Flange e Braço de Torção
  • Eixo de Saída: Maciço e Vazado

Veja agora os motoredutores da linha GA da WEG, confira abaixo.

GA

Os motoredutores da linha GA são fornecidos com torques nominais de 25 a 1474 Nm.

Eles também são projetados para equipamentos que necessitam de pequenas relações de redução.

Além disso, a carcaça é fabricada em alumínio injetado para os 2 tamanhos menores (GA56 e GA71) e em ferro fundido cinzento nos demais.

Na imagem abaixo é possível visualizar o motoredutor da linha GA, veja.

Motoredutores da linha GA da WEG.

Confira quais são as suas principais características abaixo, veja.

  • Disposição dos eixos: Paralelos
  • Engrenagens: Helicoidais
  • Carcaça: Alumínio (até 67 Nm) e Ferro Fundido (a partir de 70 Nm)
  • Torque nominal: 25 a 1474 Nm
  • Faixa de potência: 0,55 a 37,00 kW
  • Relação de transmissão: 1,76 a 9,00
  • Fixação: Pés, Flange e Pés + Flange
  • Eixo de Saída: Maciço e Vazado

Acesse o site da WEG para saber mais sobre os redutores e motoredutores da WEG, ou acessar o catálogo de cada um com todas as especificações técnicas.