Elétrica

O que é um pressostato e para que ele serve

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 10/02/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe o que é um pressostato e pra que ele serve?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um pressostato, para que ele serve, quais são os tipos e como ele funciona na prática.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam conhecer os tipos de pressostato.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é um pressostato

O pressostato é um instrumento de medição de pressão muito importante.

Ele atua como um componente do sistema de proteção em vários equipamentos ou durante os processos industriais.

Esse tipo de instrumento de medição é muito importante para fazer o monitoramento de pressão de um fluido.

E em seguida, ele a comutação dos seus contatos quando a pressão ajustada (setpoint) é atingida.

Para que serve um pressostato

O pressostato serve para controlar e proteger a integridade de equipamentos contra sobrepressão ou subpressão aplicada aos mesmos durante o seu funcionamento.

Isso acontece porque ele é um dispositivo que é instalado em equipamentos que trabalham em ambientes pressurizados.

Geralmente ele é constituído de um elemento sensor, um mecanismo de ajuste e uma unidade interruptora que discutiremos mais adiante.

Porque o pressostato é importante

O pressostato é muito importante porque a variação de pressão pode danificar os equipamentos e provocar sérios riscos, acidentes gravíssimos e até explosões.

Por isso, para evitar quaisquer riscos acima é essencial adotar um pressostato em sistemas que trabalham com pressão.

Neste caso, ele emite uma resposta elétrica ao ser acionado, podendo gerar um alerta para que seja realizada uma intervenção manual ou pode gerar uma ação automática para o sistema.

Onde usar o pressostato

Existem vários tipos de pressostatos no mercado e com várias aplicações que falaremos mais adiante.

Mas na área elétrica, esse instrumento de medição é muito utilizado nas indústrias.

Ele é instalado em equipamentos, máquinas e dispositivos que trabalham pressurizados ou relacionados de alguma forma com a pressão.

Mas no geral, é impossível imaginar a automação industrial e refrigeração industriais modernas sem esse instrumento de medição.

Como funciona a estrutura do pressostato

O pressostato é constituído de um elemento sensor, um mecanismo de ajuste e uma unidade interruptora.

Por isso vamos explicar agora cada um desses elementos fundamentais para o seu funcionamento, confira abaixo.

Elemento sensor do pressostato

O elemento sensor é responsável por monitorar a pressão de trabalho dos fluidos que passam pelo pressostato.

E também realizar o movimento de atuação da unidade interruptora caso essa pressão seja alterada para mais ou para menos.

Na imagem que será mostrada mais adiante é possível visualizar o elemento sensor de um pressostato.

O elemento sensor geralmente é composto por um diafragma, pistão ou fole ou transmissor.

E neste caso, ele atuará justamente no momento em que a pressão atingir valores fora dos que foram setados.

Agora nosso próximo passo é entender o mecanismo de ajuste do pressostato, confira abaixo.

Mecanismo de ajuste do pressostato

Neste caso não há muito segredo, apenas o ajuste básico de funcionamento do pressostato.

Por isso, o mecanismo de ajuste é a faixa de ajuste responsável por possibilitar o ajuste dos setpoints mínimos e máximos de atuação do pressostato.

E na imagem que será mostrada mais adiante podemos visualizar um exemplo de mecanismo de ajuste do pressostato.

E agora o nosso próximo passo é entender a importancia da unidade interruptora do pressostato, confira.

Unidade interruptora do pressostato

A unidade interruptora do pressostato ou chave de Interrupção tem o papel fundamental de receber a atuação do elemento sensor, sendo acionado.

Ela é composta pelos contatos elétricos, que são acionados pelo movimento do elemento sensor.

Esses contatos são inseridos nos circuitos elétricos, onde irão desempenhar alguma função.

Na imagem que será mostrada mais adiante é possível visualizar a unidade interruptora do pressostato, veja.

E como podemos perceber, ele possui contatos normalmente abertos (NA) ou normalmente fechados (NF).

Assim, eles são comutados quando o pressostato atua, gerando alguma resposta ou desempenhando alguma função no circuito elétrico em que são conectados.

Por fim, através desses elementos acima é possível fazer o controle da pressão através do pressostato.

Além disso, também é possível fornecer proteção necessária de equipamentos contra sobrepressões e subpressões.

Mas como será que funciona o pressostato na prática, é o que precisamos entender agora, confira abaixo.

Como funciona o pressostato na prática

Até aqui nós já entendemos que existem três elementos fundamentais para o correto funcionamento de um pressostato.

Agora nosso objetivo é entender como eles se relacionam na prática e fornecer a medição e a proteção necessária que ele precisa realizar.

Por isso, vamos entender agora como funciona o pressostato na prática, confira.

Como fazer a medição do pressostato

Para funcionar corretamente, uma parte da estrutura do pressostato é conectada diretamente a um recipiente ou tubulação.

Essa tubulação ou esse recipiente é por onde irá passar o fluido pressurizado que pode ser um ar comprimido, gás, água, óleo, vapor, e que deverá ser monitorado.

E para fazer a medição do pressostato, um elemento sensor do pressostato fica posicionado justamente nesta parte.

Neste caso, a partir do instante que o fluido faz a passagem, o sensor fica responsável em fornecer os dados referentes ao processo de medição da pressão.

Como funciona o sensor do pressostato

Ele deve fazer a medição e identificar se a pressão atual do sistema está abaixo ou acima dos valores que foram pré definidos.

Neste caso, o elemento sensor que explicamos acima irá monitorar a pressão do fluido que está passando por ali naquele momento.

Mas quando for identificado uma pressão abaixo ou acima dos valores que foram pré-determinados, então ele irá se movimentar.

Configurando o setpoint do pressostato

Neste caso, é muito importante destacar que o valor pré-determinado que estamos falando é o valor que definimos no setpoint.

Ou seja, é o mesmo que explicamos acima no mecanismo de ajuste do pressostato.

Então podemos dizer que eles são os setpoints máximos ou mínimos que foram estabelecidos.

Em seguida, a chave de interrupção ou a unidade interruptora é acionada através dessa movimentação.

E toda essa movimentação aciona a chave de interrupção e comuta os contatos, que em seguida agem sinalizando, desligando, controlando, alertando ou ligando algo no circuito elétrico.

Mas existem vários tipos de aplicações para o pressostato, por isso vamos explicar um pouco sobre os tipos de pressostato mais usados no mercado, confira abaixo.

Quais os tipos de pressostato

Existem vários tipos de pressostatos encontrados no mercado e para vários tipos de aplicações.

Mas para facilitar o nosso aprendizado, podemos encaixar o pressotato em duas categorias distintas.

É o caso dos pressostatos hidráulicos e pressostatos pneumáticos que vamos conferir agora.

Pressostatos hidráulicos

O pressostato para sistemas hidráulicos é utilizado para monitorar a pressão de fluidos como água, óleo e combustíveis.

Também são amplamente utilizados em sistemas contra incêndio, piscinas, reservatórios de água.

Além disso, eles também são muito usados na indústria alimentícia, em sistemas de combustíveis líquidos, pressostatos para bombas d ‘água, dentre outros.

Agora vamos conhecer a outra categoria de pressostato para sistemas pneumátivos, confira abaixo.

Pressostatos pneumáticos

O pressostato para sistemas pneumáticos é muito utilizado para monitorar a pressão de fluidos como gases pressurizados.

Neste caso estamos falando de ar comprimido, vapor, gás comprimido e outros..

Por isso, os pressostatos pneumáticos são muito utilizados em compressores de ar, reservatórios e sistemas de combustível gasoso.

E neste caso, o pressostato é o componente essencial para identificar e monitorar a pressão existente no reservatório.

Isso acontece porque ele irá liberar ou bloquear a pressurização de mais ar pelo motor, através de uma conexão elétrica.

Além disso, também encontramos o pressostato em máquinas de lavar e em máquinas de fabricação industrial.

Como escolher um pressostato

Para facilitar ainda mais o nosso aprendizado sobre o pressostato, confira na imagem um dos modelos de pressostato da fabricante Danfoss.

Modelo de pressostato da Danfoss

A Danfoss é uma empresa multinacional dinamarquesa, com sede na Dinamarca com mais de 75 anos de experiência na produção de controles de pressão para aplicações na indústria.

Pressostatos da Danfoss

Os pressostatos da Danfoss são precisos, robustos, construídos para terem longa vida útil e funcionam perfeitamente mesmo sob as condições mais severas.

Ela possui uma linha de interruptores de pressão da Danfoss que mede e controla a pressão de ar e líquidos.

Além disso, os pressostatos da Danfoss são controles e limitadores eletromecânicos, que controlam a pressão de ar e líquidos dentro de uma determinada faixa de pressão.

Todos os sistemas de contato nas unidades reguladoras da Danfoss incorporam um sistema de “ação rápida”.

Esse tipo de sistema de ação rápida mantém a força de contato até o momento da interrupção do contato.

Isso representa um diferencial diante de vários outros fabricantes que usam neste caso usam microinterruptores

Vantagens dos pressostatos da Danfoss

Existem vários tipos de pressostatos no mercado e com vários tipos de fabricantes.

Mas neste caso, os pressostatos da Danfoss possui umas vantagens como:

  • Transmissores e termostatos para uma ampla faixa de aplicações
  • Geralmente são de fácil adaptação a diferentes gabinetes e conexões para finalidades específicas
  • Também são aprovado para tipos específicos de aplicação e um grande número de mercados
  • Além disso, eles possuem faixas operacionais de -0,9 bar (-13 psi) até 46,5 bar (675 psi)

E geralmente possuem uma longa vida útil.

Modelos de pressostatos da Danfoss

Os pressostatos e termostatos Danfoss estão disponíveis em duas categorias primárias: KP para aplicações normais e RT para fins de trabalhos pesados.

Na imagem abaixo é possível conferir os tipos de pressostatos da Danfoss com todas as suas características e aplicações.

Tabela de pressostatos da Danfoss

E para as categorias KP para aplicações normais e RT para fins de trabalhos pesados, os controles podem ser fornecidos para refrigerantes fluorados, bem como para os hidrocarbonetos.

Informações técnicas de pressostatos da Danfoss

Para mais informações técnicas sobre os pressostatos da Danfoss, você pode acessar o catálogo com os modelos de pressostatos da Danfoss.

Na imagem abaixo é possível visualizar o pressostato do tipo KP da Danfoss, confira na imagem abaixo.

Como funciona o pressostato da Danfoss

Para entender como funciona o pressostato KP da Danfoss, nós fizemos seis marcações na imagem acima.

A primeira marcação indica a faixa e diferencial facilmente ajustável com uma chave de fenda adequada.

Na segunda marcação ou número dois conforme indicado, está disponível com reset manual e automático.

Esse reset conversível está disponível em tipos KP e KPU duplos da Danfoss.

Na terceira marcação na imagem, podemos identificar onde fica o sistema de contato visível e acessível SPDT.

Na quarta marcação, mostra onde está disponível a conexão com rosca ou conexões de tubo capilar.

Na penúltima marcação, é mostrado a disponibilidade com fole duplo à prova de falhas.

E na última marcação ou número seis na imagem, é mostrado o teste simplificado para uma fácil operação de contato.

E neste caso, não há necessidade de usar uma chave de fenda.

Esse tipo de pressostato é ideal para ligar e desligar os compressores de refrigeração e os ventiladores em condensadores de ar refrigerado.

Além disso, também oferece proteção contra pressão de sucção excessivamente baixa ou pressão de descarga excessivamente alta.