Elétrica

Qual a importância do EPC e para que eles servem

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 14/09/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe qual a importância do EPC e para que eles servem?

Nesse artigo, você vai descobrir qual a importância do EPC e para que eles servem e também vai conhecer as normas de trabalho.

Então, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam descobrir qual a importância do EPC na prática.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é um EPC

Antes de explicar qual a importância do EPC é importante destacar que os EPCs são  equipamentos de proteção coletiva fornecidos pela empresa para garantir a segurança do trabalhador no ambiente de trabalho.

E neste caso, podemos citar o uso de cones, fitas, placas de sinalização no ambiente de trabalho.

Além disso, também podemos citar o uso de alarmes, plataformas, grades e guarda corpo e outros.

Mas então qual a importância do EPC para os trabalhadores, é o que vamos entender agora.

Qual a importância do EPC

É importante lembrar que tanto o EPI e o EPC são essenciais e obrigatórios para evitar ou reduzir os acidentes de trabalho.

Na imagem abaixo é possível visualizar alguns exemplos de EPCs e EPIs, confira.

qual a importância do epc e quais os tipos de EPC e EPI

Na imagem abaixo é possível conferir alguns exemplos de EPCs e EPIs muito usados por eletricistas e profissionais da construção civil.

Do lado esquerdo nós temos os tipos de EPCs como o uso de cones, fitas, placas de sinalização no ambiente de trabalho.

Além disso, também podemos citar o uso de alarmes, plataformas, grades e guarda corpo que também são muito utilizados.

E do lado direito, nós temos os tipos de EPIs mais comuns como botas, luvas, capacetes, óculos e outros.

Mas o que fazer quando a empresa não oferece esse tipo de equipamento de proteção ao trabalhador, é o que vamos entender agora.

Como denunciar falta de EPI e EPC

Como dissemos acima, esses equipamentos de proteção são obrigatórios e devem ser fornecidos pela empresa.

Caso contrário, o trabalhador pode fazer uma denúncia junto ao Ministério do Trabalho, ou informar a CIPA ou SESMT na própria empresa.

Mas o que acontece se a empresa não cumprir todas as medidas de proteção conforme às normas e o Ministério do trabalho.

Mas o que acontece se a empresa ainda não fornecer os EPCs necessários ao trabalhador, é o que vamos entender agora

Empresa pode ser multada por falta dos EPCs

Se a empresa não fornecer o EPC ao trabalhador e não cumprir o previsto pelas normas regulamentadoras, essa empresa poderá sofrer multas.

Isso acontece porque muitas normas regulamentadoras exigem a obrigatoriedade tanto do EPC e também o EPI para a segurança e a proteção do trabalhador.

Além disso, caso ocorra algum acidente a empresa sofrerá multas ainda mais pesadas.

E neste caso, também será responsabilizada por todos os danos causados e pela omissão dos equipamentos de proteção coletiva.

Além disso, o uso do EPC ou equipamento de proteção coletiva segue os critérios estabelecidos pelas normas regulamentadoras brasileiras.

E neste caso, podemos destacar algumas normas brasileiras que regulamentam esta área, como a NR 04 e NR 09, confira abaixo.

Normas para EPC e EPI

É importante destacar que existem várias normas que regulamentam as atividades de trabalho.

Neste caso, podemos citar a NR 01 que estabelece as disposições gerais  e gerenciamento de riscos ocupacionais.

E também as duas normas NR 04 e NR 09 que abordam a obrigatoriedade dos equipamentos de proteção, confira abaixo.

Norma NR 04

A NR 04 é uma norma que trata sobre os serviços especializados em engenharia de segurança e em medicina do trabalho (SESMT).

O SESMT é composto por profissionais da área de SST, que, por obrigatoriedade devem ser mantidos por todas as empresas.

Esses profissionais da área de Segurança e Saúde do Trabalho que, após as inspeções, serão os responsáveis por avaliar e reduzir ou eliminar os riscos presentes no ambiente de trabalho.

Eles também devem adotar as medidas de prevenção, portanto podendo indicar o uso de Equipamentos de Proteção Coletiva como medida preventiva.

Mas também podemos citar o uso da NR 09 contra a prevenção de riscos no ambiente de trabalho, confira abaixo.

Norma NR 09 para EPCs

A NR 09 é uma norma que estabelece como obrigatória a aplicação do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

Esse programa tem como objetivo desenvolver, avaliar e planejar ações para prevenir qualquer risco que um ambiente de trabalho possa fornecer.

E entre as diversas medidas ou ações preventivas que devemos buscar implantar no ambiente de trabalho como é o uso do EPC.

Além disso, podemos citar o uso da norma NR 06 para o uso de EPIs, confira abaixo.

Norma NR 06 para EPIs

A NR 06 é a norma que estabelece o uso do EPI ou equipamento de proteção individual.

Diferente do EPC que é um equipamento usado de maneira coletiva, neste caso, a NR 06 é considerada para equipamento de proteção Individual, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador.

E neste caso, também é destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho.

Mas antes de finalizar este artigo, não podemos deixar de citar a norma NR 10.

Mas o que diz a NR 10 sobre o uso do EPC e também o EPI para proteção e segurança com eletricidade, é o que vamos descobrir agora.

Norma NR 10 para eletricistas

A norma NR 10 é uma norma que tem como objetivo definir boas práticas dos serviços que envolvem direta ou indiretamente o uso de eletricidade.

Neste caso, ela deve garantir a saúde, a segurança e a integridade física dos profissionais envolvidos nesse tipo de atividade.

Além disso, essa norma determina que o prontuário de instalações elétricas deve ser mantido por estabelecimentos em que a carga seja superior a 75 KW.

Por isso, ela destaca a inclusão de instruções e procedimentos de segurança e saúde, descrição de medidas e controles presentes.

Além de documentação das inspeções, especificações dos EPCs e EPIs para eletricidade.

Mas é muito importante destacar que essas normas são as responsáveis por determinar o que é permitido e o que não é permitido em ambientes de trabalho.

Mas antes de finalizar este artigo que explica a importância do EPC para os trabalhadores, confira as nossas recomendações abaixo.

Mais informações sobre o uso de EPCs

No artigo acima, nós explicamos o que é e qual a importância do EPC para os trabalhadores conforme as normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho.

Além disso, nós explicamos sobre os direitos do trabalhador e como fazer uma denúncia caso a lei não esteja sendo cumprida.

Mas é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando para que serve o EPC para eletricistas.

Por isso, se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.