Elétrica

O que é um relé e como ele funciona na prática

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 07/10/2021
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe o que é um relé e como ele funciona?

Nesse artigo, vamos explicar para que serve um relé, como funciona e também os tipos de relés e suas diferenças.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam aprender mais sobre o diodo.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é relé

O relé é um interruptor eletromecânico que foi criado por Michael Faraday na década de 1830, para ligar ou desligar dispositivos e ainda é utilizado em várias aplicações para comutação de circuitos elétricos.

O nome relé vem do termo francês relais que significa transmitir, uma referência direta a capacidade desse componente de atuar como um interruptor por meio da transmissão de corrente elétrica.

O interruptor fica dentro do relé e geralmente possui uma alta capacidade de tensão e corrente, mesmo em relés pequenos.

Para que serve um relé

Apesar de ser um componente antigo, a função básica do relé ainda é controlar um circuito a partir de um sinal, através de uma chave controlada por tensão ou corrente.

De fato, esses componentes atuam como interruptores, acionando ou parando a ação de um circuito por meio da transmissão ou retransmissão de corrente elétrica.

Mas é importante destacar que para realizar esta ação, ele precisa alcançar uma condição específica que varia de relé para relé.

E com o tempo, os relés evoluíram e mudaram da versão eletromecânica para a de estado sólido, o que vamos aprender ao longo deste artigo.

Como funciona um relé

O funcionamento do relé não é tão difícil de entender, veja nossa explicação.

No relé, quando uma corrente elétrica circula por uma bobina, um campo eletromagnético é criado e atrai a alavanca responsável pela mudança do estado dos contatos.

Essa mudança de estado nos contatos é responsável por abrir ou fechar os circuitos.

Depois que a corrente elétrica deixa de atravessar a bobina, o campo eletromagnético é interrompido e os contatos voltam para as suas posições originais.

3 tipos de relé

Podemos classificar os relés em três tipos de geração conforme os componentes como são realizados e a sua forma de funcionamento, veja.

  • Relé eletromecânico
  • Relé de estado sólido
  • Relé digital

Neste caso, consideramos o relé eletromecânico como os relés da primeira geração, e em seguida temos os relés de estado sólido que representam a segunda geração e hoje em dia os relés digitais que representam a terceira geração.

Relé eletromecânico

Conforme descrevemos acima, o relé eletromecânico conta com uma parte mecânica de contato e o acionamento ocorre através da corrente elétrica em uma bobina.

Ou seja, no momento em que a bobina for acionada, o núcleo irá atrair o induzido que ao mesmo tempo que se desloca em direção a bobina, também irá empurrar o contato A do relé na direção do contato B, fechando este contato.

Relé de estado sólido

O relé de estado sólido também também têm as mesmas funções de um relé eletromecânico convencional e de um contator.

Ele é um componente semicondutor, mas é importante destacar que o relé de estado sólido é diferente de um relé eletromecânico.

Isso acontece porque o relé de estado sólido não possui elementos mecânicos ou peças móveis em seus mecanismos

Ou seja, o seu funcionamento é a partir de componentes semicondutores ao invés dos contatos físicos como é o caso do Mosfet e o SCR.

Relé digital

Os relés digitais são semelhantes aos computadores pelo ponto de vista do processamento das informações.

Além disso, eles possuem microprocessadores, memórias e a capacidade de executar programas.

Outro fato importante é que eles são compostos por componentes eletrônicos e contam com os recursos de comunicação entre dispositivos, podendo ser utilizados em rede ou isolados.

Diferente dos relés das gerações anteriores, o relé digital tem a capacidade de processar mais de uma função de proteção ao mesmo tempo.

E também é possível realizar o registro das faltas e dos eventos, o que subsidia os profissionais na busca pelas causas de determinadas ocorrências.

Tipos de relé mais específicos

Mas existem várias outros componentes elétricos que fazem com que o relé específico possa atuar em uma determinada finalidade, veja esses 3 exemplos:

Relé temporizador

O relé temporizador é muito utilizado em indústrias em aplicações como quadros de comandos e partida de motores.

Esse tipo de relé tem a função de fazer operações de chaveamento com manipulação de tempo.

Relé térmico

O relé térmico é essencial para aplicações onde é necessário monitorar a elevação de temperatura.

O relé térmico é usado geralmente em motores elétricos, para evitar o superaquecimento de componentes e a proteção de sobrecarga elétrica.

Relés de proteção

Os relés de proteção tem por objetivo monitorar as condições do sistema elétrico onde ele está inserido.

Quando é identificado condições anormais, é realizado o acionamento para um ou mais disjuntores, retirando de operação os equipamentos ou dispositivos envolvidos com o desequilíbrio.

O relé de proteção também é responsável por mensurar grandezas de tensão, corrente, isolamento, temperatura, sequências de fase, entre outros.

Esse tipo de relé trabalha por meio do funcionamento de correntes elétricas, podendo desenvolver campos eletromagnéticos que podem ocasionar mudanças de estados dos componentes para ligar ou desligar dispositivos.

Outros tipos de relé

No geral, os relés podem ainda ser classificados como abertos, fechados ou selados e a sua utilização pode ser definida por meio de suas características.

Enfim, o que define o uso do relé, de forma básica, são as características dele. Por isso, devemos conhecer bem quais são elas para selecionarmos corretamente, mas este será um assunto para outro artigo.