Elétrica

Para que serve a tabela de fio AWG e como ele funciona

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 18/02/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe para que serve a tabela de fio AWG e como ele funciona?

Neste artigo, você vai descobrir o que é a tabela de fio AWG, para que ela serve, quando usar essa tabela e como ele funciona na prática.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles descubram como usar a tabela de fio AWG.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é a tabela de fio AWG

A tabela de fio AWG é uma tabela utilizada para fazer a conversão de AWG para o sistema métrico internacional.

Neste caso, é importante destacar que o AWG é o nome de uma unidade de medida usada para padronização de fios e cabos elétricos usado nos Estados Unidos desde 1857.

E a sigla AWG significa American Wire Gauge e traduzindo para o português ela quer dizer escala americana normatizada.

Além disso, também é importante destacar que AWG ou American Wire Gauge também é conhecido como “Brown and Sharpe Wire Gauge” usado na América do Norte para dimensionamento de fios.

Para que serve a tabela de fio AWG

A tabela de fio AWG é muito importante porque em algumas situações, veremos a sigla AWG em cabos elétricos comerciais aqui no Brasil.

E através dela é possível fazer uma referência para o número AWG com a unidade de medida em milímetros, a seção circular e a resistência em ohms por quilômetro.

Isso acontece porque no Brasil, a unidade de medida de fios e cabos elétricos é padronizada conforme as normas brasileiras.

E neste caso, consideramos essas medidas de bitolas de fios e cabos elétricos em milímetros quadrados.

Quando usar a tabela de fio AWG

Esse padrão americano serve tanto para fios e cabos elétricos de cobre como de alumínio e outros tipos de fios.

Mas é importante destacar que a utilização da AWG não segue a norma brasileira para a especificação da bitola de fios.

Neste caso, para as normas brasileiras, a bitola é referida pelo diâmetro da seção transversal do fio (ou sua área).

Então, uma referência direta aos fios e cabos em AWG com outras unidades deve ser evitada e por isso é usada a tabela de fio AWG, que vamos conhecer mais adiante.

Mas antes de entender como funciona a tabela de fio AWG, você sabia que também existe uma outra maneira de descobrir a bitola de um fio em AWG, é o que vamos conhecer agora.

Como descobrir a bitola do fio em AWG

Vamos imaginar uma situação onde em um dos seus projetos antigos você precisou montar uma bobina com fios retirados de transformadores velhos e outros.

E já deve ter passado por uma situação onde não sabia qual era a espessura do fio que estava sendo retirado, ou o AWG do fio.

Hoje nós utilizamos milímetros para determinar a espessura dos fios, mas muitos projetos antigos e até mesmo encontrados na internet utilizavam a notação AWG.

Dica sobre a bitola de fio em AWG

Por isso, vamos compartilhar uma dica fácil que ensina como descobrir a bitola do fio em AWG, confira abaixo.

De maneira simples, basta pegar um lápis comum e redondo, enrolar o fio no lápis lado a lado e contar o número de espiras em 1 centímetro ao redor do lápis.

Para facilitar o entendimento, na imagem abaixo é possível visualizar um exemplo de um lápis redondo e com um fio enrolado, confira.

Como fazer a contagem de espiras ou voltas do fio ao redor do lápis para a tabela de fio AWG

E neste caso, um fio foi enrolado ao redor do lápis dando várias voltas até completar um centímetro de fio enrolado.

E em seguida, foi realizada a contagem de espiras ou voltas do fio ao redor do lápis.

Ao todo, fizemos a contagem de 15 espiras ou voltas ao redor do lápis em um espaço de 1 centímetro.

E para descobrir a bitola do fio em AWG, vamos usar a tabela abaixo, confira.

Tabela de fio AWG baseada no número de espiras

Na tabela acima nós usamos apenas uma parte de toda a tabela para a conversão em fios e cabos para AWG.

Onde destacamos acima apenas onúmero de espiras em centímetros e a bitola de fio correspondente em AWG para facilitar o seu aprendizado.

E neste caso, iremos descobrir agora a bitola de fio em AWG de acordo com o número de espiras em centímetros.

Lembre-se que nós encontramos 15 espiras em 1 centímetro de fio enrolado no nosso exemplo acima.

Então de acordo com a tabela acima, podemos entender que a bitola do fio em será correspondente a 23AWG.

Agora o nosso próximo passo é conhecer a tabela de fio AWG e como ela funciona na prática, confira abaixo.

Como funciona a tabela de fio AWG

Na imagem abaixo é possível visualizar a tabela de fio AWG, confira abaixo.

Na imagem acima é possível visualizar a tabela de fio AWG com a escala de até 46 AWG.

Tabela de fio AWG até 20 AWG

E na imagem abaixo também é possível visualizar a continuação da tabela de fio AWG que vai de 22 AWG a 46 AWG.

Continuação da tabela de fio AWG até 46 AWG

Mas se você precisar de acesso completo a informações mais específicas da tabela de fio AWG, então acesse essa página para saber mais.

Agora vamos entender como funciona a tabela de fio AWG acima, confira.

Como funciona a tabela de fio AWG

Na tabela acima podemos visualizar uma da tabela AWG com quatro colunas sendo o valor do AWG e também o diâmetro externo em milímetros e polegadas.

Além disso, temos também o valor da área do fio em milímetros quadrados e o valor correspondente à resistência do condutor em ohms por quilômetro.

E é através dessas informações acima que faremos uma referência para o número AWG com a unidade de medida em milímetros, a seção circular e a resistência em ohms por quilômetro.

Como usar a tabela AWG para mm²

Para usar a tabela de fio AWG acima, vamos usar um exemplo para facilitar o seu entendimento.

Neste exemplo queremos descobrir qual seria a seção de um cabo de 1 AWG conforme o sistema internacional de medidas usado aqui no Brasil.

Neste caso, voltamos à tabela acima e podemos observar que 1 AWG será equivalente a 42,41 mm².

Neste caso, essa tabela informa a equivalência entre o padrão americano AWG e o sistema métrico internacional.

E a medida acima de 42,41 mm² se refere à bitola do fio ou a sua área da seção reta do condutor e um diâmetro de 7,35mm.

Também há várias outras informações citadas na tabela, mas como estamos falando de condutores elétricos, então a informação principal será a seção dos condutores, conforme mostrado acima.

Mas observe que quando a unidade em AWG aumenta, o diâmetro e a seção do cabo elétrico diminui, é isso que vamos entender agora.

Para entendermos isso, é necessário discutirmos como a unidade AWG foi padronizada para medição.

Trefilação usada em condutores AWG

Durante a fabricação, o cabo elétrico é passado por um processo chamado de trefilação, que será explicado agora.

O que é trefilação

A trefilação tem como objetivo diminuir o diâmetro do material condutor para ser utilizado no produto final.

Isso significa que quanto maior for o número de vezes que o condutor elétrico passar pelo processo de trefilação, mais fino o material vai ficar.

E neste caso, ele estará diminuindo assim o seu diâmetro nominal.

Na imagem abaixo podemos verificar o processo de trefilação no cabo elétrico.

Como funciona o processo de trefilação para cabos elétricos da tabela de fio AWG

E conforme a imagem acima, temos o cabo elétrico inicialmente sendo representado pela letra a onde tudo começa.

E neste exemplo, cada letra representa uma parte do processo de trefilação.

Por isso, podemos dizer que o condutor em AWG corresponde ao número de operações de trefilação que são necessárias para produzir um determinado diâmetro do fio.

Exemplo de trefilação

Vamos considerar um exemplo de um cabo elétrico com 24 AWG.

Neste caso, podemos dizer que o material desse condutor teve que passar por esse processo de trefilação por 24 vezes.

Da mesma forma também acontece se tivermos um outro cabo elétrico com 20AWG.

Isso significa que o mesmo passou por esse processo um menor número de vezes, 20 vezes ao todo.

E consequentemente seu diâmetro acaba por ser maior do que o cabo com 24AWG.

Cabos elétricos finos ou grossos

É importante destacar que os fios grossos têm melhor resistência física.

Mas quanto mais grossos são os fios, mais cobre será necessário e poderá tornar o cabo mais pesado.

Isso pode tornar o cabo elétrico mais caro e também dificultar a instalação e a manutenção.

Por isso, além de realizar o correto dimensionamento em condutores elétricos, é importante observar que o desafio no design do cabo é usar o menor fio de diâmetro possível.

Neste caso, reduziria a complexidade de custo e instalação, e ao mesmo tempo em que garante que a capacidade máxima do fio seja alcançada na tensão e frequência necessárias.

Mas antes de finalizar este artigo sobre a tabela de fio AWG, não poderíamos deixar de destacar os tipos de padrões usados para condutores elétricos, saiba quais são.

Tipos de padrões de condutores no Brasil

No Brasil, as fabricantes de condutores elétricos devem seguir as orientações de normas técnicas determinadas pela ABNT.

E se por algum motivo, você ainda não conhece, saiba que a ABNT é a associação brasileira de normas técnicas.

Na área elétrica, ela é responsável por toda a normalização técnica no Brasil, fornecendo insumos ao desenvolvimento tecnológico brasileiro.

Na prática, ela determina e fiscaliza a qualidade do material, a espessura e o local de aplicação dos condutores elétricos e outros assuntos relacionados.

Tipos de sistemas de padronização

Para profissionais que trabalham na área elétrica, é comum lidar em algumas situações com diferentes tipos de sistemas de padronização.

E os tipos mais comuns para condutores elétricos são o padrão AWG, o padrão MCM e o padrão IEC.

Padrão AWG

O padrão AWG é o padrão usado nos Estados Unidos que já explicamos acima.

Esse padrão norte-americano é responsável por padronizar os condutores elétricos numa codificação numérica, seguindo uma escala.

E esse padrão AWG pode servir tanto para cabos elétricos de cobre ou alumínio quanto para outros tipos de fios e cabos.

Mas no Brasil, geralmente ele é usado somente para classificar cabos de média espessura.

E uma características desse padrão é que nessa escala, quanto maior o número, mais fino é o condutor.

Outro padrão a ser explicado agora é o padrão MCM, confira abaixo.

Padrão MCM

O padrão MCM também é um padrão usado para condutores elétricos nos Estados Unidos.

Na imagem abaixo é possível visualizar uma tabela de conversão do padrão MCM para milímetros quadrados, confira.

Tabela usada para conversão no padrão MCM e tabela de fio AWG

Na imagem é possível notar que 1 MCM = 1000 CM e 1 MCM ~ 0,5mm².

Sendo que 1 CM é a área de 1 círculo com 10-3 polegadas.

E também 1 MCM também representado por 1 kCM (1 quilocircular mil).

Esse tipo de padrão MCM é muito usado de maneira mais específica para padronizar as bitolas dos cabos de grandes espessuras.

Diferente do que citamos acima em relação ao padrão AWG, podemos perceber que quanto maior o número, mais grosso é o condutor.

Padrão IEC

O padrão IEC é um padrão criado pela comissão eletrotécnica internacional ou International Electrotechnical Commission.

E esse tipo de padrão internacional criado pela IEC é baseado no sistema métrico decimal.

É importante destacar que o sistema usado no Brasil pela ABNT é o padrão IEC que foi adotado em 1980.

Neste caso, a bitola do condutor é determinada pela seção transversal.

Ou seja, a área do corte transversal do condutor, é especificada em mm².

E isso significa que quanto maior a seção transversal, em mm², mais grosso será o condutor elétrico.