fbpx

Elétrica

Para que serve o termopar tipo K e onde ele é usado

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 09/09/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe o que é o termopar tipo K?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um termopar tipo K, para que ele serve e onde esse termopar deve ser usado na prática.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo.

Mas antes de ler este artigo completo, você precisa baixar agora o Novo Kit 9 eBooks para Eletricistas e Engenheiros, confira.

Clique no botão abaixo para conhecer todos os 9 eBooks e baixar agora.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que é o termopar tipo K

O termopar tipo K é o tipo de sensor que é formado por um fio de Cromel como elemento positivo, e Alumel como elemento negativo.

Na prática, ele consegue cobrir uma faixa de temperatura que pode variar entre -200 °C a 1200 °C, com sensibilidade de aproximadamente 41µV/°C

Confira abaixo um exemplo de um termopar tipo K.

Exemplo de um termopar tipo K

Na imagem abaixo é possível visualizar um exemplo de um termopar do tipo K, confira abaixo.

Termopar tipo K

Neste caso, o sensor termopar acima do tipo K  é formado por um fio de Cromel como elemento positivo e Alumel como elemento negativo.

Neste caso, podemos destacar também algumas características do termopar do tipo K, confira abaixo.

  • Termoelemento positivo (KP): Ni90%Cr10% (Cromel)
  • Termoelemento negativo (KN): Ni95%Mn2%Si1%Al2% (Alumel)
  • Faixa de utilização: -270 °C a 1200 °C
  • f.e.m. produzida: -6,458 mV a 48,838 mV

Mas então para que serve o termopar tipo K, é o que vamos explicar agora.

Para que serve o termopar tipo K

O termopar tipo K é um dos mais utilizados, e isso tem haver com o seu baixo custo e a sua disponibilidade em variadas sondas. 

Neste caso, é importante dizer que ele pode ser usado em situações cuja temperatura pode chegar até cerca de 1200 °C e ainda possui uma elevada resistência à oxidação.

Apesar de também poder ser usado como um sensor para medições de temperatura ocasionalmente inferiores a 0 °C.

Na prática, ele se tornou um dos termopares preferidos em aplicações com temperaturas superiores a 540 °C.

Mas onde é usado o termopar tipo K, é o que vamos descobrir agora.

Onde é usado o termopar tipo K

Esse tipo de sensor termopar pode ser usado em atmosferas inertes e oxidantes.

Pela sua alta resistência à oxidação, ele é utilizado em temperaturas superiores a cerca de 600 °C, e ocasionalmente em temperaturas abaixo de 0 °C.

Mas de maneira semelhante ao termopar tipo E, este termopar não deve ser utilizado em atmosferas redutoras.

Além disso, também não é recomendado utilizar esse termopar em atmosferas sulfurosas.

Como exceção em casos onde esteja sendo utilizada a devida proteção, como em situações contendo gases como S02 e H2S.

Isso acontece porque em altas temperaturas e em atmosferas pobres de oxigênio ocorre uma difusão do cromo.

E isso pode provocar grandes desvios na curva de resposta do termopar, e este último efeito é chamado “green – root “.

Além disso, a estabilidade da f.e.m pode ser afetada por um fenômeno chamado “magnetização”.

Neste caso através de gradientes térmicos, tensão mecânica ou pela não homogeneidade das ligas.

Neste caso, a magnetização é atribuída à ordenação/desordenação da estrutura molecular da liga Cromel (+).

E isso ocorre com maior frequência na faixa de 200 até 600 ºC, apesar de que é possível ser revertido por meio de tratamento térmico.

Mas antes de finalizar esse artigo que explica sobre o sensor termopar tipo K, confira as nossas recomendações abaixo.

Mais informações sobre o termopar tipo K

No artigo acima, nós explicamos o que é o termopar tipo K e onde esse tipo de termopar deve ser usado na prática.

Mas é importante relembrar que nós já fizemos um artigo completo explicando cada um dos tipos de termopares, para que eles servem e como eles funcionam na prática.

Por isso, se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.