Elétrica

Quais os tipos de gatos de energia elétrica

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 16/09/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe quais são os tipos de gatos de energia elétrica?

Neste artigo você vai descobrir quais são os tipos de gatos de energia elétrica mais comuns e os riscos de condenações na justiça.

Então, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles possam conhecer os tipos de gatos de energia.

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

O que são gatos de energia

Os gatos de energia são ligações elétricas clandestinas destinadas a furtar energia elétrica.

Na prática, esses gatos de energia são usados para burlar o sistema de medição e pagar mais barato ou não pagar a conta de energia.

Mas então porque o gato de energia se tornou um problema para as concessionárias de energia, é o que precisamos entender agora.

Porque os gatos de energia aumentaram

O aumento do número de gatos de energia em residências e estabelecimentos comerciais está relacionado aos constantes aumentos de energia elétrica e a bandeira vermelha cobrada pelas concessionárias.

Segundo a matéria publicada no G1, somente em 2021 a Cemig já realizou mais de 360 mil inspeções em Minas Gerais com um prejuízo que pode chegar a mais de R$ 400 milhões.

Mas então quais são os tipos de gatos de energia mais comuns, é o que vamos conferir agora.

Tipos de gatos de energia

Os tipos mais comuns de gatos de energia são os seguintes abaixo:

  • Violar o lacre do medidor de energia e danificá-lo;
  • Desvio de energia antes de passar pelo medidor de energia;
  • Queima de uma bobina do medidor usando recursos alternativos.

Na maioria dos casos, o famoso gato de energia ocorre quando o furto de energia elétrica é realizado através de alterações no medidor de energia elétrica.

Neste caso, estamos considerando tanto o medidor analógico e também o medidor digital.

Mas então quais são os tipos de gatos de energia mais usados, é o que vamos entender agora.

Quais os tipos de gatos de energia mais usados

O tipo de gato de energia mais procurado é a alteração feita no próprio padrão de energia.

Neste caso, é transmitido para os leitores da concessionária um consumo menor do que o real.

E também é considerado mais difícil de ser detectado pela concessionária de energia elétrica.

Além disso, também existe o tipo de gato de energia com ligação direta no poste.

Mas neste caso, a concessionária de energia elétrica consegue descobrir mais facilmente, o que pode gerar multas e prejuízos.

Mas quanto custa este tipos de gatos de energia elétrica, é o que vamos descobrir agora.

Quanto custa um gato de energia

Esse tipo de serviço geralmente é realizado por profissionais eletricistas em regime de anonimato.

E o valor por cada gato de energia é cobrado de acordo com a dificuldade de ser descoberto. 

Neste caso, uma ligação direta no poste da concessionária pode custar cerca de R$ 200 a R$ 300, dependendo da região.

Mas o tipo de gato de energia com alteração feita no próprio padrão de energia, geralmente é cobrado um valor mais caro.

Isso acontece porque este tipo de serviço é considerado mais difícil de ser detectado pela concessionária.

Além disso, esses valores não são tabelados pelos eletricistas e podem variar conforme a região.

Mas o que acontece quando um gato de energia é descoberto pela concessionária de energia elétrica, é o que vamos explicar agora.

Neste caso é importante destacar que o gato de energia é um crime e pode ser enquadrado como furto ou estelionato, confira abaixo a diferença entre cada um deles.

Condenação de furto por gatos de energia

Neste caso o gato de energia é considerado um crime de furto, se a ligação clandestina for realizada antes que passe pelo registro ou o relógio medidor.

Ou seja, a fiação é puxada diretamente do poste de energia elétrica para o lugar onde se quer usá-la, sem que passe por qualquer medidor.

Então neste caso, será caracterizado como um  crime de furto conforme previsto no artigo 155 do código penal brasileiro.

Mas então qual seria a pena por furto através do gato de energia, é o que vamos entender agora.

Pena por furto

Neste caso, a pena por furto através do gato de energia prevê detenção de um a quatro anos e multa.

Além disso, também são cobrados dos fraudadores os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu a irregularidade, acrescida de multa.

Outro detalhe importante a ser destacado é que também são igualmente delituosas tanto as pessoas que executam fisicamente a fraude nas instalações.

Mas também a serem consideradas os titulares das contas de energia elétrica.

Mas o que é o crime de estelionato para gatos de energia, é o que vamos entender agora.

Condenação de estelionato por gatos de energia

Neste caso, será considerado um crime de estelionato por gato de energia quando o autor ou proprietário alterar as características do medidor, e com o intuito de pagar um valor menor.

Então será considerado um crime de estelionato conforme o artigo 171 do código penal brasileiro.

Mas então qual seria a pena para o crime de estelionato através do gato de energia, é o que vamos explicar agora

Pena por estelionato

Neste caso, a pena por estelionato através do gato de energia, prevê detenção de um a cinco anos e multa, com possibilidade de pagamento de fiança.

Mas para isso, você precisa fazer um pedido diretamente ao juiz competente.

E além da multa, é possível que o nome do autor possa ficar sujo perante a justiça além do grande constrangimento em função dessa ilegalidade.

Mas como a concessionária de energia elétrica descobre um gato de energia é o que vamos entender agora.

Como descobrir um gato de energia

É importante destacar que o gato de energia pode ser descoberto pela concessionária de energia elétrica.

Neste caso, a concessionária possui o registro mensal de cada consumidor.

E se por algum motivo o consumidor mantém um cadastro ativo mas for identificado uma queda abrupta no consumo.

Então a concessionária de energia irá fazer uma inspeção elétrica no local para verificar se houve algum erro na instalação.

Neste caso, essa análise inicial é feita de maneira automática, com base na média histórica de consumo do cliente.

Por isso, o gato de energia é considerado uma prática facilmente detectada ao longo do tempo  e que pode resultar em risco das multas e prisões dos responsáveis.

Neste caso, podemos citar o exemplo abaixo de um gato de energia descoberto na cidade Planura, confira abaixo.

Tipos de gatos de energia em Planura

Na imagem abaixo é possível visualizar um exemplo de um gato de energia que foi identificado durante uma inspeção na rede elétrica na cidade de Planura no interior de Minas Gerais.

O que é gato de luz na prática

Neste exemplo acima, os técnicos da Cemig identificaram um gato de energia onde a energia era desviada do padrão sem passar pelo relógio medidor.

Neste caso foi caracterizado um furto de eletricidade e o caso foi notificado junto a Polícia Militar.

Mas não havia moradores na residência e o caso foi registrado para demais providências já na justiça.

Além disso, também podemos citar um outro exemplo de gato de energia na cidade de João Pinheiro, confira.

Tipos de gatos de energia em João Pinheiro

Nes outro exemplo de gato de energia, foi descoberto em uma residência pela Cemig na cidade de João Pinheiro em Minas Gerais.

O que é gato de luz no medidor

Neste caso, os funcionários da Cemig constataram irregularidades no padrão que impediam a medição correta.

Conforme a Cemig, foi relatado que alguém havia desviado a fase na caixa de medição e interrompido o aterramento.

Sendo que esse tipo de prática poderia impedir o registro do consumo da residência.

Em seguida, a Polícia Militar de João Pinheiro foi acionada para comparecer ao endereço para registrar uma ocorrência de furto de energia.

As irregularidades foram constatadas no padrão de uma residência, mas o proprietário não tinha conhecimento sobre o assunto.

Neste caso, é importante destacar que o proprietário não tinha conhecimento sobre o assunto.

Isso acontece porque a casa era alugada e a Cemig corrigiu a instalação.

Mas antes de finalizar este artigo que explica os tipos de gatos de energia elétrica, leia as nossas recomendações abaixo.

Mais informações sobre gato de energia

No artigo acima nós explicamos quais são os tipos de gatos de energia mais usados e também quais os riscos de condenações na justiça.

Mas é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando como funciona o gato de luz.

Por isso, se você tiver interesse então acesse o artigo acima para saber mais.