Elétrica

Como funciona o Soft Starter na prática

Mardey Costa
Escrito por Mardey Costa em 11/07/2022
Junte-se a mais de 20.000 pessoas

Cadastre seu email e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Você sabe como funciona um Soft Starter?

Neste artigo, você vai descobrir como funciona o Soft Starter, quais as suas vantagens e a diferença para o inversor de frequência.

Portanto, se você quer aprender mais sobre esse assunto, então continue lendo esse artigo. Nele você vai aprender sobre:

E se você gostou do que vem por aí, então não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos nas redes sociais, para que eles descobrir como funciona o Soft Starter

Mas antes de ler este artigo completo, conheça nossos 3 cursos com certificado reconhecido e descubra porque 2000 alunos tiveram resultados.

Curso de Projeto Elétrico na Prática

Curso de projeto elétrico na prática com engenheiro eletricista Anderson Campos

Acesse o botão verde abaixo e descubra finalmente como elaborar projetos elétricos da teoria a prática.

Curso de Eletricista Instalador

Curso de eletricista instalador com Ricardo Serpa

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como se tornar ser um eletricista instalador muito bem remunerado.

Curso de Comandos Elétricos

Curso de comandos elétricos com Jair Maciel dos Santos

Acesse o botão verde abaixo para descobrir como fazer montagem e manutenção de comandos elétricos industriais e sistemas automatizados.

Escolha um dos cursos acima para saber mais e faça a sua inscrição hoje com até 50% desconto em 12x no cartão, PIX ou boleto a vista e ainda ganhe bônus exclusivos.

Como funciona o Soft Starter na prática

O Soft Starter funciona através de uma configuração de bancos de tiristores ou SCR’s.

Na imagem abaixo é possível visualizar o funcionamento interno de um Soft Starter, confira.

Como funciona o soft starter na prática

Neste caso, através de uma ponte de tiristores, ele faz o chaveamento da tensão, de forma que o motor receba ela de forma crescente.

Mas como é o funcionamento interno de um Soft Starter é o que vamos entender agora.

Funcionamento do Soft Starter

Na imagem acima, temos o esquema simplificado da ponte e do sistema de controle de um Soft Starter.

E na prática, esse esquema desse Soft Starter acima possui seis tiristores para acionar um motor de indução trifásico ou MIT.

Ou seja, ao receber mais tensão aos poucos, ele garante uma aceleração regular e sem picos de corrente na sua partida.

Na prática, eles são ativados por um circuito eletrônico, que controla a tensão aplicada ao motor durante a aceleração e desaceleração do mesmo.

Mas antes de saber o que é o tempo de partida no Soft Starter e descobrir o que é o bypass, leia essa orientação importante, confira.

Orientação sobre o Soft Starter

É importante destacar que nós já fizemos um artigo explicando o que é um Soft Starter e para que ele serve..

E se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.

Mas então para que serve o tempo de partida no Soft Starter e o que é o bypass, é o que vamos entender agora.

Tempo de partida no Soft Starter

É importante destacar que o tempo de partida no Soft Starter é o tempo que o motor levará para ir de 0 a 100% de sua capacidade e isso depende do usuário.

Isso acontece porque os tempos de partida podem ser pré-ajustados minimizando os erros de operação.

Ou seja, cada aplicação tem um propósito, e assim, você pode configurar sua própria rampa de partida, dentro dos tempos determinados pelo modelo de Soft Starter que escolher.

Assim, através da soft-starter será possível configurar uma rampa que fará o motor desacelerar lentamente.

E isso irá ajudar a evitar os possíveis problemas com paradas bruscas que possam ocorrer.

Mas então o que seria Soft Starter com bypass, é o que vamos explicar agora.

Soft Starter com bypass

Outro detalhe importante é que as chaves soft-starters podem ainda operar com a técnica chamada by-pass.

Neste caso, o Soft Starter parte o motor e um contator ligado em paralelo mantém a carga durante a operação do equipamento e até mesmo permite a manobra de outro.

E depois de entender como funciona o Soft Starter, vamos entender quais as vantagens e desvantagens de um Soft Starter, confira.

Vantagens e desvantagens do Soft Starter

De maneira resumida, podemos destacar que o Soft Starter apresenta as seguintes vantagens abaixo.

  • Pode ser ajustável a tensão de partida por um tempo pré-definido;
  • Pulso de tensão na partida para cargas com alto conjugado de partida;
  • Possui proteção contra falta de fase, sobrecorrente e subcorrente, etc;
  • Por ser um tipo de partida eletrônica, ele faz com que a corrente de partida do motor consiga uma melhor performance em relação aos outros tipos de partida.

Mas em contrapartida ele possui também as suas poucas desvantagens, confira abaixo.

Desvantagens do Soft Starter

Neste caso, vamos destacar as seguintes desvantagens do Soft Starter, confira.

  • Redução do torque na partida, onde é possível programar um pulso de torque para o arranque;
  • Os SCR’s podem provocar perdas de potência se continuarem ligados ao circuito após a partida;

Mas antes de finalizar essa explicação sobre o funcionamento do Soft Starter é importante destacar a diferença desse equipamento para o Inversor de Frequência.

Diferença entre Soft Starter e Inversor de Frequência

Isso é necessário, porque muitas pessoas acabam ficando confusas sobre a utilidade do Soft Starter e Inversor de Frequência.

Tanto o Soft Starter e o inversor de Frequência podem ser usados para auxiliar o motor elétrico durante a partida  e também durante a frenagem.

Mas apesar de serem parecidos, eles possuem algumas diferenças.

Soft Starter e Inversor de frequência

Na imagem abaixo é possível visualizar o Soft Starter SSW07 e o Inversor de Frequência CFW500, ambos da WEG.

Neste caso, com Inversor de Frequência também é possível controlar a velocidade do motor, o que não é possível com o Soft Starter.

Além disso, toda a estrutura interna de funcionamento de cada um deles também não são nada parecidos.

Por isso, se houver outras necessidades além do acionamento, neste caso, deve se considerar o uso de um Inversor de Frequência.

Mas para simples aplicações de acionamento o Soft Starter será uma boa escolha.

Mas antes de finalizar este artigo que explica como funciona o Soft Starter, leia a nossa recomendação abaixo.

Mais informações sobre Soft Starter

No artigo acima, nós explicamos como funciona o Soft Starter na prática.

Neste caso, é importante destacar que nós já fizemos um artigo completo explicando sobre os Soft Starters.

E também explicamos como funciona na prática o Soft Starter SSW07 da WEG.

Por isso, se você tiver interesse, então acesse o artigo acima para saber mais.